DESAFIO A UM FILHO DE FE

Boas irmãos, meu nome e Luis Dias, tenho 16 anos, comecei a interagir melhor com a minha religião com certa de 6/7 anos de idade e hoje foi proposto a um desafio feito pelo Sacerdote da minha religião que consiste em explicar a vos, o que e para a mim a Umbanda.

Mas vou vos apresentar um relato mais pessoal sobre tal.

Bem muitas pessoas quando sabem que sou Umbandista, mesmo já me conhecendo anteriormente ficavam com muitos receios acerca de mim, só por ser da religião que sou, isso não e só de um caso nem de dois, são de vários, pois o que a “boca do povo” sabe sobre a minha religião não passam simplesmente de boatos, e de fantasias que muitos irmãos perdidos no seu caminho fazem simplesmente pela ganancia de bens materiais  e dinheiro fácil, graças a essas pessoas muitos de nos Umbandistas, somos muitos discriminados e comparados como quem faz “coisas ruins” ou “pessoas que fazem rituais satânicos” ou coisas assim, como não sou essas pessoas só sei por alto o que falam pois tou nem ai para esses comentários, mas apesar disso tudo continuo persistente e forte.

Mas primeiramente, estas pessoas que tem pensamentos maus sobre a minha religião, venho a “ensinar” assim dizendo, o que aprendi e o que tenho aprendido ao longo desses anos todos, desde que sigo a Umbanda, mas em primeiro lugar gostaria de responder a possíveis perguntas de muitas pessoas curiosas.

________

-Os rituais da Umbanda são feitos numa conjugação de energias pegando nos 4 elementos que são, água, terra, fogo e ar, transformando-os em magnetismo como os alquimistas, no fundo e uma conjugação de plantas, oferendas de comidas e chás para fortificar e ajudar nas curas em conjunto com a medicina.

Tambem muitas pessoas pensam que temos vários deuses, mas estão erradas, nos Umbandistas acreditamos no Deus da Vida, o Criador de Tudo que da a oportunidade de todas as almas atingirem o seu grau de perfeição!

____

Para mim isso são as respostas, as maiores perguntas ou duvidas que as pessoas de fora da minha religião tem.

Mas como disse vou vos fazer um relato mais pessoal sobre mim desde que comecei a interagir com a minha religião. Como qualquer criança de 6/7 anos para mim era uma coisa nova.

Tinha medo! Vou admitir que tinha um pouco ate pois não sabia certamente o que se passava em meu redor, era tao novo ainda, mas ao longo do tempo fui, aprendendo muito acerca da religião, e claro fui aprendendo em como ajudar o próximo. Por fim a Umbanda para mim e, paz, amor, caridade! 

DEIXO O MEU GRANDIOSO AXE, A TODOS OS LEITORES DE ELEIÇÃO POR DEUS DESTE JORNAL.

O SACERDOTE E JORNALISTA: CARLOS DIAS